ISCED abre curso pedagógico para professores universitários

Actualidade, Destaque 0 39

A iniciativa visa capacitar os docentes para o exercício da sua missão, adequar o perfil dos mesmos em relação às inovações tecnológicas, pedagógicas e metodológicas, contribuindo na formação de professores, licenciados, mestres e doutores que trabalham em investigação e ensino superior

Fernando Guelengue

O primeiro curso de agregação pedagógica para docentes universitários iniciou nesta segunda-feira, 30, no auditório Roberto de Almeida, nas instalações da Universidade Jean Piaget de Angola, em Luanda.

Em parceria com a Universidade Jean Piaget de Angola, o Instituto Superior de Ciências de Educação de Luanda (ISCED) está a formar os professores universitários de várias universidades do país para acudir as necessidades formativas e as recomendações do Ministério do Ensino Superior, relacionadas com a formação contínua daqueles profissionais.

Falando no final do encontro, o Secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva, que proferiu a Aula Magna sobre o perfil do docente universitário e os desafios actuais, reconheceu a necessidade de se continuar a apostar na formação contínua para melhorar a competência profissional e se fomentar a qualidade do ensino e aprendizagem.

 

“Todos temos de estar consciencializados e mentalizados de que os professores devem continuar a evoluir para acrescentar valores e tornar as suas competências cada vez mais perfeitas em consonância com as exigências da prática profissional docente”, frisou o representante da ministra Maria Sambo, acrescentando que as principais dificuldades dos docentes universitários em Angola prendem-se com a pouca disponibilidade de bibliografias, escassez de meios para a produção de trabalhos de investigação científico e a oportunidade dos interessados em continuar com a formação académica.

Em resposta às dificuldades actuais dos professores, Eugénio da Silva referiu que o Ministério do Ensino Superior tem um plano de formação pós-graduada a nível interno e no exterior do País. “A formação superior no exterior está suspensa devido a situação de crise financeira que o país atravessa. Temos políticas de incentivo e apoio aos cursos de agregação pedagógica que serão uma mais-valia para aumentar a competência profissional dos docentes”, revelou o responsável, acrescentando que esta plataforma educacional do ISCED ajuda a avaliar e aferir o desempenho e competências dos professores, identificando igualmente as suas necessidades de formação para se estruturar melhor os processos de formação contínua em todas as demais instituições de ensino superior.

Filemon Buza, coordenador do curso afirmou que a iniciativa surge para suprir uma lacuna existente entre os docentes universitários de várias instituições de ensino do País.


“Fruto das nossas investigações chegamos a conclusão que o nosso sistema educativo carece de ferramentas que ajudam o docente a exercer a sua missão da melhor maneira. Há docentes, que ao longo do seu percurso de formação, não tiveram formação didáctico-pedagógica”, declarou o também chefe de departamento de cooperação e intercâmbio do ISCED, sustentando que estão a responder ao convite da Universidade Piaget.

Por sua vez, Vidal Machado, professor de metodologia de investigação científica nos cursos de Economia e Sociologia da Universidade Jean Piaget, há cinco anos, fez saber que a sua principal motivação em fazer parte desta formação é a possibilidade de refrescamento dos conhecimentos adquiridos ao longo dos anos.
“Sabemos que o aprendizado não tem limite porque devemos assimilar aquilo que sabemos e aprender novas experiências. Espero que esta sessão de formação venha a ser uma grande experiência para mim e para os colegas, para que o nosso exercício de docência seja à altura das políticas do ensino superior em Angola”, finalizou.

Por outro lado, o professor da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Jean Piaget no curso de engenharia de petróleo, Pedo Gelson Morais, reconheceu a pertinência da formação atendendo os pilares mínimos do ensino superior. “O ensino superior tem no mínimo três pilares, como a formação a extensão e a investigação. São pilares subsequentes”, rematou.

Hits: 120

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

ArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchPortugueseSpanish